OS RISCOS DAS ANTENAS DE TV PARA OS EDIFÍCIOS

Qualquer corpo metálico elevado sobre uma estrutura pode ser considerado um captador natural de descargas elétricas.

Quando uma “descarga elétrica”  ou raio atinge uma antena de forma direta ou ocorre nas suas proximidades, o efeito eletromagnético induzirá uma corrente elétrica que percorrerá a antena.

O percurso pode ser via cabo de terra, que conduzirá a energia pela malha até o aterramento no solo, ou, na falta deste, pelo cabo de sinal, que levará a descarga elétrica até os receptores e aparelhos de TV.

Tais equipamentos também devem estar aterrados, seja pelo terra da tomada ou por dispositivos de proteção DPS classe III. Caso, contrário, há risco de queima.

A malha de terra ou gaiola de Faraday deve estar contemplada em todos os projetos elétricos das edificações, garantindo proteção contra descargas, conforme a norma ABNT 5419-2005.

Recomenda-se a vistoria técnica anual para as seguintes verificações:

  1. Para-raios e seus acessórios;
  2. Malha de Aterramento;
  3. Conexões com qualquer tipo de estrutura metálica, como janelas, portas, para-corpos, etc;
  4. Verificação dos DPS´s quando aplicado.

Observe que na haste da antena esta ligada a malha de terra.

Qual é a sua opinião sobre esta matéria? Comente...

Compartilhecom outros síndicos:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Síndico bom é síndico informado!

Cadastre-se para receber todas as matérias e atualizações do site, em primeira mão. É GRÁTIS
Suas informações são sigilosas, sem propagandas ou SPAM.

    Portal independente administrado por 3 LADOS Serviços em Marketing Digital – CNPJ 18.761.034/0001-64

    Todos os direitos reservados. Marca registrada. Versão 4.0